sexta-feira, março 06, 2015

Lito Vidigal: «O V. Setúbal está ávido de pontos»

-  " Prevê dificuldades frente aos sadinos
Lito Vidigal fez esta sexta-feira a antevisão do encontro com o V. Setúbal, afirmando que os azuis terão pela frente uma boa equipa.

"Na primeira volta foi um jogo difícil, no Restelo. O V. Setúbal tem uma boa equipa e é um clube histórico que está num momento difícil, ávido de pontos. Mas são sempre jogos bem disputados e o objetivo é sempre ganhar", comentou o técnico.

O treinador elogiou depois o trabalho que os seus pupilos têm vindo a fazer esta temporada: "Desde o início, a equipa está a superar-se e a jogar bem, e queremos mais. O Belenenses tem andado afastado dos lugares cimeiros, mas graças ao trabalho de todos estamos nessa posição".

No Bonfim com sexto lugar debaixo de olho

Palmeira, jogador do Belenenses
- " Depois da derrota com o Paços de Ferreira (0-1), o Belenenses joga este sábado no Bonfim, com o Vitória de Setúbal, com o intuito de voltar aos triunfos e salvaguardar o sexto lugar com unhas e dentes, publica A Bola.

Com a aproximação dos mais diretos adversários, a equipa de Lito Vidigal só pensa em vencer, de forma a assegurar a posição que ocupa na tabela classificativa. O encontro está marcdo para as 19.15 horas.

Dálcio tem cláusula de 7,5 milhões de euros

 - " Contactos para garantir extremo Belenense
 Após ter-se estreado pela Seleção sub-19, no Torneio La Manga, em fevereiro, Dálcio renovou até 2020, ficando blindado por cláusula de 7,5 milhões de euros. As águias já tinham 30 por cento dos direitos económicos de Matt Jones, Filipe Ferreira, Fredy e Sturgeon, de quem têm o direito de preferência. Ou seja, se igualarem uma proposta, ficam com os jogadores.

Golo aos leões na estreia

O extremo dos azuis estreou-se a 18 de janeiro último, atuando os últimos 22 minutos da partida com o Gil Vicente, para o campeonato. De acordo com Lito Vidigal, Dálcio só não foi lançado antes porque não estava inscrito.

O primeiro encontro como titular estava guardado para três dias depois: frente ao Sporting, também no Restelo, para a Taça da Liga. Os leões colocaram-se em vantagem, graças ao bis de Gauld. O Belenenses haveria de dar a volta, vencendo por 3-2, e o jovem desejado pelo Benfica abrilhantou a estreia marcando o golo do 2-2, aos 54 minutos, depois de ter arrancado da direita, rematando cruzado.

"Foi uma boa sensação, uma estreia de sonho. Não foi um golo à Robben... Foi um golo à Dálcio!", afirmou o futebolista, que dedicou o golo à equipa de juniores do Belenenses e ao clube do Restelo.

Talhado para alvejar as redes adversárias, Dálcio viria a dar nas vistas em fevereiro, desta vez ao serviço da Seleção sub-19. No segundo encontro do Torneio La Manga, em Espanha, que correspondeu à segunda internacionalização, marcou no empate (2-2) diante da Eslováquia. O jovem extremo apontou o segundo golo de Portugal. De referir que Dálcio foi suplente utilizado no primeiro jogo e titular nos dois seguintes.

quinta-feira, março 05, 2015

Gonçalo Brandão: «Somar o máximo de pontos»

 - " Diz que equipa vai pensar noutros objetivos
A permanência era o objetivo do Belenenses no início da temporada. A meta foi alcançada e Gonçalo Brandão, agora na condição de capitão, é claro ao colocar a fasquia mais alta, frisando que a equipa vai bater-se pela melhor posição possível.

Depois de afirmar que a equipa “pensa em voltar aos resultados positivos em Setúbal”, um terreno que, apesar de tradicionalmente favorável “não fará os jogadores relaxar”, Brandão adianta:“Vamos colocar outros objetivos a nós próprios. Queremos ganhar todos os jogos e somar o máximo de pontos. No final, faremos as contas. O campeonato não acabou para nós e o que conseguirmos a mais será a cereja no topo do bolo. Estando em 6.º lugar, ninguém nos pode tirar o sonho e, no fim, podemos ser felizes e alcançar metas que não estavam delineadas”, frisa.

Capitão

Com Bruno China no banco, é Brandão que tem ostentado a braçadeira de capitão. Um motivo de orgulho. “Estou no clube desde os 6 anos e fui capitão em todos os escalões. Era um sonho, mas a força deste balneário mostra que todos somos líderes”, sublinha, aproveitando para elogiar os companheiros.

“Este é dos melhores grupos que encontrei na minha carreira e é graças à forma como treinamos que conseguimos estar nesta posição e com ambição de fazer ainda melhor”, conclui.

quarta-feira, março 04, 2015

Lito prepara estratégia para o Bonfim

Lito prepara deslocação ao Bonfim

- " O plantel do Belenenses voltou a treinar-se, esta tarde, no Restelo, à porta fechada, para preparar a deslocação ao Bonfim, sábado, para o confronto com o Vitória de Guimarães.

Lito Vidigal tem apenas uma baixa, a do guarda-redes Filipe Mendes, que continua a treinar condicionado, na sequência de lesão.

A equipa retoma os trabalhos esta quinta-feira, às 18 horas, novamente à porta fechada.

Gonçalo Brandão diz que Europa é «sonho que ninguém pode tirar»

terça-feira, março 03, 2015

Lito Vidigal: «Temos de continuar a lutar»

- " TÉCNICO DOS AZUIS LAMENTA FALTA DE EFICÁCIA
Depois de ver o seu Belenenses ser batido em casa pelo P. Ferreira por 1-0, Lito Vidigal lamentou alguma falta de acerto dos seus jogadores na hora de finalizar, apesar de ter optado por os parabenizar pela atuação efuatada.

"Começámos o jogo muito bem, por cima do adversário, com situações de finalização. Jogámos contra uma boa equipa, mas falhámos na concretização. Tenho de dar os parabéns aos meus jogadores, que continuam a fazer um trabalho meritório", começou por dizer, comentando depois a candidatura europeia do clube.

"Já se fala disso há muito tempo. O nosso objetivo, que era manutenção, está conseguido. Agora, esperamos continuar a evoluir e a lançar jogadores. Crescemos muito em relação à época passada. Temos de continuar a lutar e tentar fazer o melhor campeonato possível", assegurou.

"Não costumo falar de arbitragens, mas, desde o início, tivemos algumas dificuldades em equilibrar o jogo. No entanto, não é meu timbre falar de arbitragens. Tenho é de trabalhar ainda mais", finalizou.

segunda-feira, março 02, 2015

Lito Vidigal: «Não perdemos a nossa identidade»

Lito Vidigal: «Não perdemos a nossa identidade»

- " Treinador do Belenenses depois da derrota diante do Paços de Ferreira (0-1)
Lito Vidigal, treinador do Belenenses, depois da derrota diante do Paços de Ferreira (0-1), no Estádio do Restelo, no fecho da 23ª jornada da Liga.

[Análise ao jogo]
- Começamos o jogo muito bem, para cima, com boas situações de finalização, mas jogámos contra uma boa equipa. Em termos estatísticos acho que estivemos por cima em todos os parâmetros, menos na finalização. Tinha dito que o Sturgeon precisava de golos para ser ainda melhor, hoje marcou, mas não foi validado. Fomos uma equipa como temos sido, com grande carácter e com grande motivação para vencer vos jogos.

[O que falhou?]
- Tivemos várias oportunidades, mas não conseguimos marcar. Mas dentro daquilo que temos vindo a ser como equipa, não perdemos identidade. Vamos preparar o próximo jogo da mesma forma, com o intuito de vencer.

[A Europa pode ser objetivo?]
Vocês [jornalistas] é que falam nisso há muito tempo, mas só vocês. Estamos a fazer um campeonato acima das expetativas, o objetivo já está conseguido, agora continuamos a trabalhar no sentido de valorizar os jogadores e lançar novos jogadores e isso está a ser feito. Em relação à época passada, a qualidade do nosso jogo cresceu muito, vamos continuar a lutar para fazer o melhor campeonato possível.

[Houve falta naquele lance que podia valer o empate?]
Não quero falar das arbitragens. Nunca falei, não é agora que vou falar.

«O Sturgeon fez um golo claro» - Lito Vidigal

Lito Vidigal

- " O treinador do Belenenses considerou que o árbitro falhou ao invalidar aquele que seria o golo do empate frente ao Paços de Ferreira.

«Fizemos um jogo dentro do que temos vindo a fazer. Penso que em termos estatísticos estivemos por cima e faltou mais eficácia, pois marcámos um golo, só que o árbitro não validou», afirmou Lito Vidigal.

Com a derrota, os azuis ficam com o sexto lugar em risco:

«O nosso objetivo é a manutenção e isso está garantido há muito tempo. Agora queremos continuar a trabalhar de forma séria, pois estamos cada vez mais forte como equipa. A Europa? Não é objetivo. Queremos apenas melhorar todos os dias e pensar jogo a jogo.»

Belenenses-P. Ferreira, 0-1 Amarelo sobre azul com a Europa à vista


Belenenses-P. Ferreira
1/5
Belenenses-P. Ferreira
Belenenses-P. Ferreira
2/5
Belenenses-P. Ferreira
Belenenses-P. Ferreira
3/5
Belenenses-P. Ferreira
Belenenses-P. Ferreira
4/5
Belenenses-P. Ferreira
Belenenses
5/5
Belenenses
- " O Paços Ferreira foi ao Restelo arrancar uma importante vitória na luta pelo sexto lugar que pode dar acesso à Europa. Com um golo solitário de Bruno Moreira, a equipa de Paulo Fonseca fica a apenas um ponto da equipa de Lito Vidigal no duelo entre as duas equipas que mais progrediram em relação à última temporada. Há um ano, por esta altura, as duas formações lutavam para não descer, enquanto nesta ponta final procuram chegar à Europa. Vitória justa dos de «amarelo» que foram sempre mais equilibrados e pragmáticos na procura do resultado.

Confira a FICHA DO JOGO e as notas dos jogadores

Os fortes interesse que estavam em jogo levaram as duas equipas a entrar com algumas cautelas. O Belenenses, depois de há uma semana ter vencido o Marítimo, em pleno Estádio dos Barreiros, podia «arrumar» com outro adversário direto e reforçar a sua posição no sexto lugar da Liga. O Paços, depois de ter empatado com o V. Guimarães, precisava de vencer para cortar a distância para a equipa do Restelo e manter a Europa à vista. Neste cenário, Lito Vidigal e Paulo Fonseca apresentaram esquemas táticos idênticos (4x2x3x1), mas apenas no papel, uma vez que, em campo, as filosofias das duas formações eram bem distintas.

O Belenenses procurava evoluir no terreno em bloco, com passes curtos e muita paciência, numa progressão lenta em direção à baliza de António Filipe [estreou-se esta noite no lugar do lesionado Rafael Defendi que ficou no banco]. O Paços, por seu lado, procura surpreender o adversário com passes de rutura, procurando tirar proveito da velocidade de Manuel José, Bruno Moreira e Vasco Rocha. Duas filosofias que resultaram, num primeiro momento, numa forte concentração de jogadores numa curta faixa de terreno, mas com sinal mais para os de amarelo que, de tentativa em tentativa, iam conseguindo mais profundidade no ataque.

Primeiro desequlíbrio e golo

O Belenenses ia anulando as investidas do Paços com uma defesa em linha bem sincronizada que deixava sistematicamente os avançados do Paços fora de jogo, mas a verdade é que depois não conseguia sair a jogar, com tantas pernas pela frente. Conseguiu furar o bloqueio uma vez e Rui Fonte esteve muito perto de abrir o marcador com uma cabeçada em voo, no coração da área, depois de um cruzamento em arco de Nélson. O Belenenses procurava mais bola com o recuo de Sturgeon e parecia estar a conseguir algum ascendente quando o Paços chegou ao golo, aos 32 minutos. Passe de rutura de Seri [bom jogo] a destacar Bruno Moreira à entrada da área, Ventura sai ao encontro do avançado, a bola é prensada, ganha altura, e o avançado cabeceou para as redes vazias.

Um golo que provocou um aumento imediato da intensidade do jogo, com o Belenenses à procura de uma resposta rápida, mas com as mesmas dificuldades em fazer o fluir o seu futebol e, até ao intervalo, a melhor oportunidade voltou a ser do Paços com Minhoca a surgir destacado diante de Ventura com tudo para fazer o segundo. Uma vantagem que se aceitava pelo maior pragmatismo do Paços que conseguiu chegar sempre com maior facilidade ao ataque, diante de um Belenenses bem mais perro nos seus movimentos.

Lito Vidigal não esperou mais e trocou o desinspirado Camará pelo jovem Dálcio, agora com um Carlos Martins mais solto no apoio ao ataque, mais perto de Surgeon. O Paços, por seu lado, apresentou-se com um bloco mais baixo, a oferecer mais metros ao adversário, para depois sair a jogar em rápidos contra-golpes. Miguel Rosa ainda contou com uma oportunidade soberana para empatar, logo a abrir, mas a verdade é que o Paços estava a tornar-se num bloco cada vez mais sólido e geria muito bem os ritmos de jogo.

Agora era o Belenenses que procurava os passes longos, exagerava nos remates de longe e ia perdendo o discernimento à medida que os minutos iam passando. Também se jogava a partir do banco. Lito Vidigal prescindia de Filipe Ferreira para reforçar o ataque com Tiago Caeiro, Paulo Fonseca prescindia de Vasco Rocha e Bruno Moreira para reforçar o miolo com Diogo Jota e Romeu.

O Belenenses arriscou tudo no ataque e esteve muito perto do empate nos últimos instantes do jogo na sequência de um canto de Miguel Rosa. Rui Fonte tentou o remate, mas acabou por cair por cima de António Filipe, antes de Sturgeon fuzilar as redes deamparadas, mas Manuel Mota considerou que houve falta sobre o guarda-redes e o empate esfumou-se em definitivo.

Segue assim intensa a luta pelo sexto lugar que até pode dar acesso à Liga Europa, agora com o Paços a apenas um ponto do Belenenses.

Paços de Ferreira vence no Restelo no fecho da jornada (1-0)

Bruno Moreira comemora único golo da partida
- " O Paços de Ferreira foi ao Restelo vencer o Belenenses por 1-0. Bruno Moreira, aos 31 minutos, fez o golo que decidiu a partida que encerrou a 23.ª jornada do Campeonato.

Com a vitória, a equipa da capital do móvel passa a somar 33 pontos, colocando-se a apenas um do Belenenses, que ocupa a sexta posição da tabela classificativa.

Dálcio referenciado na Juventus

Jovem extremo, de 19 anos, já está na lista de possíveis reforços da `velha senhora`


- " O jovem extremo e internacional sub-19 português Dálcio Gomes está na lista de possíveis reforços a atacar no próximo verão pela Juventus de Turim, avançou em itália o `calciomercato.com`.

Revelação esta época, onde pegou de estaca no Belenenses, orientado por Lito Vidigal, e se destacou por um sensacional golo marcado ao Sporting, para a Taça da Liga, no Restelo (3-2), Dálcio é apontado pela imprensa italiana como igualmente cobiçado pelos `grandes` nacionais (Benfica, FC Porto e Sporting), numa possível transferência cujo preço é apontado a rondar os cinco milhões de euros.

Saiba mais na edição impressa de A BOLA.

SAD entrega candidatura para poder jogar na UEFA

Rui Pedro Soares, presidente da SAD.
 
- " DOSSIÊ ESTÁ A SER ULTIMADO
A SAD do Belenenses vai entregar nos próximos dias os documentos relativos à licenciatura para as competições da UEFA2015/16. O dossiê está a ser ultimado e terá de ser entregue até ao final de março.

Recorde-se que o Belém, como os restantes candidatos, acionou em dezembro a intenção de licenciamento, dentro do prazo previsto. Agora, ao entregar a candidatura, fica apto a jogar na UEFA.

Italianos comparam Dálcio a Nani

 - " EXTREMO DOS AZUIS É SEGUIDO PELA JUVENTUS
Lançado esta temporada na equipa principal do Belenenses, o extremo Dálcio começa a ganhar cada vez mais admiradores, chegando a ter até a campeã italiana Juventus no seu encalce. O "Calciomercato" dá conta desse interesse e compara o jovem, de apenas 18 anos, a Nani, que atualmente atua no Sporting por empréstimo do Man. United.

Segundo aquele portal, o extremo dos azuis do Restelo poderá render qualquer coisa como cinco milhões de euros aos cofres da formação lisboeta.
 

«Europa passou a ser uma hipótese» - Jorge Maciel


- " O Belenenses recebe o Paços de Ferreira, esta segunda-feira, um encontro que coloca frente a frente sexto e sétimo classificados da Liga, separados apenas por quatro pontos, e que será a oportunidade para os azuis afastarem um dos concorrentes mais diretos na luta por eventual acesso à Liga Europa. Assim considera Jorge Maciel, treinador adjunto dos azuis.

«Sabemos que o facto de vencermos este encontro vai permitir-nos afastar adversários que têm claramente o objetivo Europa. Isso enche-nos de orgulho, é uma grande responsabilidade, mas é uma responsabilidade construída por nós, e que é fruto do nosso percurso», afirmou Jorge Maciel, na conferência de antevisão ao jogo com os pacenses.

«A questão da Europa tem vindo a ser falada e o que mais nos congratula é o facto de uma não hipótese, neste momento, se ter tornado em hipótese. A equipa está preparada para vencer todos os jogos, mais do que aspirar ao que quer que seja. Aquilo a que se propôs, alcançou. O que vier por acréscimo será ótimo», acrescentou o adjunto de Lito Vidigal.

domingo, março 01, 2015

Rui Fonte: «Temos de lutar pelos nossos sonhos»

- " EXPLICA COMO A EUROPA É ENCARADA PELO PLANTEL
Rui Fonte, avançado do Belenenses, explicou por que motivo ainda ninguém assume a luta pelo apuramento europeu no Restelo, apesar de a equipa continuar a apresentar bons resultados e estar isolada no 6.º lugar da tabela.

“A Europa não pode ser um objetivo mas é um sonho e temos de lutar pelos nossos sonhos para os alcançarmos. Não deve ser encarado como objetivo porque não foi isso que o Belenenses se propôs esta época”, explicou.

Na receção ao Paços de Ferreira, o avançado está pronto para um encontro equilibrado: “ Esperamos um jogo difícil, contra um adversário organizado e a praticar bom futebol. O jogo será interessante, entre duas boas equipas mas nós queremos ganhar”.

Palmeira acelera para o regresso

- " Lateral a recuperar e ainda pode entrar nas contas
A recuperação de Palmeira para a receção ao Paços de Ferreira é a grande dúvida no plantel do Belenenses. Olateral-direito voltou a trabalhar com bola na 5.ª feira e ontem já se treinou sem qualquer limitação, acelerando assim para recuperar o seu lugar no onze.

Nos primeiros treinos da semana, ainda sem Palmeira em condições, Lito manteve no onze titular os mesmos jogadores que iniciaram o encontro na Madeira, que os azuis venceram por 2-1, com um golo nos últimos minutos.

Assim, caso Palmeira recupere completamente, deve voltar ao posto, podendo passar Nélson para lateral-esquerdo, como já aconteceu em várias partidas, e saindo Filipe Ferreira. Se não estiver a 100 por cento, continuará Nélson como defesa-direito. Ou seja, esta parece ser a única alteração prevista por Lito Vidigal para a receção aos pacenses, confirmando o mais lógico: a equipa ganhou, não se fazem alterações.

Homenagem

O Belenenses vai aproveitar o jogo com o P. Ferreira para homenagear a sua equipa feminina de voleibol ,que esta semana assegurou o apuramento para a Divisão de Elite. No intervalo, as jogadores vão subir ao relvado para receberem aplausos dos adeptos. Registe-se que, apesar de ser 2.ª feira à noite, a SAD espera “boa casa” devido ao atual momento da equipa.

sábado, fevereiro 28, 2015

Borrego com oito anos

- " LIGA EUROPA EM JOGO NO RESTELO
O acesso à Liga Europa na próxima temporada vai estar em jogo no Restelo por ocasião do encontro entre o Belenenses e o Paços de Ferreira, agendado para segunda-feira.

Para os azuis, uma vitória é não só a oportunidade de dar um passo decisivo rumo às competições europeias, como significa também matar um borrego que está a engordar há oito anos, período durante o qual não foi conseguida uma única vitória sobre os homens da Capital do Móvel em Belém.

Com a grande probabilidade de o sexto lugar proporcionar o acesso à Europa, os azuis podem consolidar essa posição, cavando para sete pontos a distância para o seu adversário desta jornada, mantendo a pressão sobre o V. Guimarães, que segue imediatamente acima.

Sem jogadores castigados ou lesionados e garantido que está o regresso de Miguel Rosa à titularidade, o técnico do Belenenses, Lito Vidigal, vai poder apresentar uma equipa na máxima força.

quinta-feira, fevereiro 26, 2015

Palmeira: «Seleção Nacional é um sonho»

- " DEFESA ACREDITA QUE PODE SER CHAMADO
Mário Palmeira falou esta quinta-feira na antevisão ao jogo de segunda-feira, frente ao P. Ferreira, da 23.ª jornada da Liga. O central/defesa-direito está a evoluir bem do toque sofrido num joelho, que o deixou de fora diante do Marítimo. O jogador espera ser titular no lado direito da defesa, lugar ocupado nos últimos jogos por Nélson. 

"Sinto-me bem e espero ser opção para o jogo com o Paços. Senti uma pequena dor no joelho depois do encontro com o Sporting, por isso não defrontei o Marítimo. Não me cabe decidir, compete-me trabalhar para dificultar as escolhas do treinador", vincou.

Palmeira falou também da qualidade do P. Ferreira e das dificuldades que espera encontrar, acrescentando que o objetivo permanência está assegurado e que, por isso, a Europa não está descartada. "Vamos defrontar uma equipa com qualidade mas queremos aumentar em 7 pontos a vantagem para o nosso adversário. A única pressão que sentimos é a da camisola que representamos.  O objetivo era a manutenção, agora pensamos apenas em divertirmo-nos no campo".

Palmeira referiu-se ainda aos rumores da saída de Lito Vidigal e abordou o excelente ambiente no balneário dos azuis: "O Lito ajuda-nos muito a evoluir de dia para dia, ele está connosco até ao fim. É um clube com um excelente ambiente e ideal para evoluir como jogador."

Mário Palmeira finalizou a conferência pedindo aos adeptos que apoiem mais a equipa. "Merecemos mais carinho por parte dos adeptos. Apelo a que compareçam no jogo frente ao Paços", pediu o defesa, não esquecendo o objetivo de representar a Seleção Nacional: "É um sonho. Compete-me trabalhar muito para alcançar esse objetivo, mas sei que é muito difícil".

«A nossa única pressão é vestir a camisola do Belenenses» - Palmeira

- " Depois de ter falhado o jogo com o Marítimo, devido a lesão, Palmeira diz-se pronto para voltar a ser opção no jogo da próxima segunda-feira, frente ao Paços.

«Tinha uma dor no joelho e descansei para poder recuperar para este jogo. Quase de certeza que deverei ser opção», explicou o jogador, que esta tarde foi o porta-voz da ambição do grupo de trabalho.

«O Paços é um a equipa com qualidade, mas queremos ganhar para alargar a nossa vantagem para sete pontos sobre o mesmo adversário», disse, afastando a ideia de a pressão estar do lado da equipa azul:

«O facto de estar a carregar a camisola do Belenenses é a única pressão que temos.»

Palmeira falou ainda sobre Lito Vidigal, desvalorizando os rumores em torno da saída do treinador: «É com ele que vamos até ao fim. Tem a confiança total dos jogadores, é o nosso capitão e ajuda-nos a evoluir todos os dias.»

Ricardo Dias: «Sinto que tenho de continuar a lutar»

 - " Jogador agarrou lugar mas não se acomoda
Entrou na segunda parte do jogo que o Belenenses venceu em Guimarães, por 1-0, apareceu pela primeira vez a titular no empate frente ao Sporting, no Restelo, e manteve o estatuto na vitória conseguida diante do Marítimo (2-1), na Madeira. Falamos de Ricardo Dias, jogador que completou ontem 24 anos e que, apesar do bom momento, não dá por garantida a titularidade no meio-campo dos azuis.

A verdade é que com o jogador contratado ao Beira-Mar em campo o Belenenses não sabe o que é perder. Coincidência? O médio desvaloriza o facto e mostra determinação. “Quando cheguei, a equipa estava também em boa posição. Treinei-me durante dois meses sem jogar e considero ter-se tratado de um período importante para a minha integração, depois de uma fase mais complicada em Aveiro. As oportunidades surgiram e as coisas estão a correr bem, mas sinto que tenho de continuar a lutar, porque a concorrência é forte”, sublinha.

Por falar em concorrência, Ricardo Dias reencontrou Pelé no Restelo, um companheiro da Seleção vice-campeã do Mundo de sub-20 na Colômbia, em 2011. “É um bom colega e um grande profissional. Damo-nos bem dentro e fora do campo”, afirma, dando a ideia de que ambos podem atuar no centro do meio-campo em qualquer ocasião.

Projeção

Formado no FC Porto e com contrato válido até ao final da temporada 2017/18, Ricardo Dias sente que está num clube que lhe dá mais visibilidade, mas por enquanto só quer ajudar os azuis “a chegar longe”. “Estive na Seleção nos escalões jovens, mas neste momento só me preocupo em ajudar o Belenenses. Tenho de aproveitar este momento para evoluir como jogador e como pessoa”, conclui.

quarta-feira, fevereiro 25, 2015

«Felizmente a oportunidade surgiu» – Ricardo Dias

Ricardo Dias
- " O médio Ricardo Dias, que foi inscrito pelo Belenenses no mercado de inverno, está satisfeito por ter garantido a titularidade nos dois últimos jogos (Sporting e Marítimo).

«Já estava a treinar há dois meses e foi um período importante para a minha integração na equipa. Agora, felizmente a oportunidade surgiu. Acho que as coisas estão a correr bem e espero que assim continue», afirmou Ricardo Dias.

O médio deu o salto na carreira do Beira-Mar para o Belenenses.

«Passei uma fase complicada em Aveiro e aqui no Belenenses tenho outra visibilidade. É um clube com outra visibilidade e história, onde as pessoas acompanham com mais atenção.»

Ricardo Dias também abordou os objetivos para a presente temporada.

«Quero ajudar o clube com vitórias e com o meu trabalho, que seja possível ganhar os jogos que temos pela frente e chegar o mais longe possível.»

Gripe faz mossa em Belém

Carlos Martins
- " O treino do Belenenses ficou marcado por vários jogadores afetados com sintomas gripais.

João Meira ficou de fora por causa de uma gripe, Tiago Caeiro teve de sair logo no início da sessão por estar engripado.

Depois, o médio Carlos Martins ainda conseguiu realizar a primeira parte da sessão, mas depois começou com dores de cabeça e ficou de fora da peladinha.

Mário Palmeira e Rodrigo Dantas prosseguiram na recuperação às respetivas lesões. O primeiro deverá ser integrado no treino de quinta-feira e o segundo na sexta-feira.

O guarda-redes Filipe Mendes prossegue a recuperação a longa lesão e fez alguns exercícios com bola e corrida.