quarta-feira, Outubro 01, 2014

Carlos Martins já treina no Restelo

- " Médio era um jogador livre, mas apenas poderá jogar pelo Belenenses em janeiro.
Carlos Martins, 32 anos, assinou ontem contrato com o Belenenses até final da temporada e esteve no Restelo para conhecer a nova casa.

Esta quarta-feira, o médio começará a treinar sob as ordens de Lito Vidigal, mas só poderá ser utilizado em janeiro, porque, embora se tratasse de um jogador livre, só rescindiu o contrato com o Benfica depois do fecho do mercado de transferências.

Primeiro dia de treinos para Carlos Martins

Carlos Martins (foto ASF)
- " Apesar de só poder jogar em janeiro, Carlos Martins começa esta quarta-feira a treinar-se com a equipa do Belenenses.

Depois da assinatura de contrato e de acerto com a direção, o médio de 32 inicia hoje nova fase, refere A BOLA.

Taira: «Mais agressivos no bom sentido»

 - " Considera normais os muitos amarelos vistos
Taira, antigo jogador do Belenenses, não se mostra surpreendido com os muitos cartões amarelos vistos pelos jogadores do clube ao cabo de seis jornadas do campeonato. Miguel Rosa é o jogador da Liga a ser castigado com a primeira série de cinco amarelos, enquanto Abel Camará está em risco e a dupla de centrais João Meira/João Afonso já contabiliza três.

Para o antigo internacional, formado no Restelo, “alguns dos cartões são fruto de lances fortuitos e não surgem em consequência de qualquer tipo de ansiedade, uma vez que a equipa está bem classificava e estabilizada na tabela”.

Taira considera tratar-se de uma lição aprendida na temporada transata a que se junta a própria personalidade de Lito Vidigal. “O Belenenses não é, de forma alguma, uma equipa violenta, mas os jogadores estão a ser mais agressivos no bom sentido. Estão, no fundo, mais focados no trabalho”, observa, adiantando: “Com o susto da temporada passada, lutando até ao final pela permanência, aparecem agora mais assertivos e afirmativos na disputa de cada lance.”

O treinador

O facto de Lito Vidigal colocar a equipa a jogar de forma incisiva pode, segundo Taira, contribuir para os árbitros atuarem mais disciplinarmente.

“Atuando com mais agressividade, é natural que os elementos do plantel estejam mais vezes em risco, mas a equipa atua à imagem do seu treinador. Quando jogava, entregava-se muito à luta e não desistia de nenhum lance. É um homem que transmite as suas ideias e que trabalha nos limites, mas sempre pela positiva”, conclui.

Carlos Martins já se treina hoje

Carlos Martins será a grande atração da sessão de treino de hoje, que está agendada para as 16 horas, no Estádio Universitário de Lisboa. O médio assinou um contrato válido até ao final da presente temporada – um vínculo que não prevê um salário excessivamente alto, mas que contém cláusulas por objetivos – e esteve ontem no Restelo a conversar com Lito Vidigal.

O internacional português ambientou-se à sua nova casa desportiva e ouviu da boca do técnico quais são as principais metas a atingir tendo em vista o resto da época 2014/15, sabendo que só pode jogar a partir de janeiro.

terça-feira, Setembro 30, 2014

Lito Vidigal: «Quero dar os parabéns aos rapazes»

 - " ORGULHOSO APESAR DA DERROTA EM PAÇOS DE FERREIRA
Lito Vidigal ficou contente com o desempenho dos seus jogadores, pese a derrota (0-2) do Belenenses em casa do Paços de Ferreira.

"Quero dar os parabéns aos rapazes, porque trabalharam bem. Já foi um prémio para nós termos a possibilidade de terminar esta jornada no segundo lugar. Quanto ao jogo, foi difícil, repartido, frente a uma boa equipa, que ganhou bem. Resta-nos preparar o próximo", disse o técnico dos azuis, negando que os seus pupilos tenham acusado pressão pela possibilidade de, em caso de vitória, subirem ao segundo lugar.

"Isso não pesou. Julgo que trabalhámos bem e, dentro das nossas limitações, fizemos um jogo interessante, revelando vontade de ganhar. A primeira oportunidade do jogo é nossa, por intermédio do Miguel Rosa, e depois disso surge o primeiro golo do Paços de Ferreira. No entanto, mantivemos o nosso caráter e a atitude", finalizou Lito

segunda-feira, Setembro 29, 2014

Vidigal: «Poder chegar ao segundo lugar foi um prémio»

Vidigal: «Poder chegar ao segundo lugar foi um prémio»

- " Lito Vidigal, treinador do Belenenses, em declarações aos jornalistas, após a derrota por 2-0 com o Paços de Ferreira:
«Foi um jogo bem disputado, bem jogado, frente a uma boa equipa, que ganhou bem. A primeira oportunidade do jogo é nossa, por intermédio do Miguel Rosa, e depois disso surge o primeiro golo do Paços de Ferreira».

«Quero dar os parabéns aos rapazes, porque trabalharam bem. Já foi um prémio para nós termos a possibilidade de terminar esta jornada no segundo lugar. Trabalhámos bem e, dentro das nossas limitações, fizemos um jogo interessante, revelando vontade de ganhar».
Mais artigos:

P. Ferreira-Belenenses: 2-0 (crónica)

Paços Ferreira-Belenenses
1/5
Paços Ferreira-Belenenses
Paços Ferreira-Belenenses
2/5
Paços Ferreira-Belenenses
Paços Ferreira-Belenenses
3/5
Paços Ferreira-Belenenses
Paços Ferreira-Belenenses
4/5
Paços Ferreira-Belenenses
Paços Ferreira-Belenenses
5/5
Paços Ferreira-Belenenses

- " Castores saltam cinco lugares com uma equipa à imagem de Paulo Fonseca

ADN identificado. Um meio campo forte e ágil, à imagem de Paulo Fonseca, foi o segredo para o Paços de Ferreira impor ao Belenenses a segunda derrota da Liga, à 6.ª jornada, e saltar cinco lugares na classificação.

Os homens do Restelo até podiam sair da Mata Real com o segundo lugar isolado, mas, para isso, tinham que vencer os pacenses. Com apenas uma vitória, e no 14.º lugar, teoricamente, os castores pareciam um adversário acessível, mas, mal soou o apito final, a teoria deu lugar a uma prática completamente distinta. O Paços entrou melhor e começou de imediato a visar a baliza de Matt Jones.

Com quatro pedras sólidas no meio campo: Sérgio Oliveira, Seri, o regressado Manuel José, e um endiabrado Urreta, a bola pouco parava nos pés dos jogadores pacenses. O corredor esquerdo, com Hélder Lopes (novamente) muito dinâmico, e Bruno Moreira esforçado e preciso, era o setor mais perigoso, já que, apesar de Manuel José ter tentado por várias vezes servir Cícero, este anda desentendido com a baliza.

O Belenenses entrou cauteloso,
comme il faut, tentando fechar os caminhos da baliza e apostando nos contra-ataques rápidos para chegar junto a Defendi. Aos 18 minutos, Miguel Rosa conseguiu isso mesmo, chegar à área adversária, e só a intervenção oportuna de Hélder Lopes impediu que fizesse o 1-0.

Na resposta, Bruno Moreira colocou para Urreta, que fez uma arrancada até à área e, quando chegou junto a Matt Jones fez um chapéu ao guarda-redes do Belenenses. Estava aberto o marcador, e o jogo também.

O Belenenses queria responder ao golo, o Paços queria ampliar a vantagem. Seguiram-se 10 minutos de lances em ambas as balizas, que poderiam ter resultado em golo. Fábio Sturgeon remata para a defesa de Defendi. Sérgio Oliveira atira por cima. E Matt Jones atira-se aos pés de Cícero para impedir o remate.

O intervalo chegou com o empate e, embora os números do marcador parecessem parcos, a vantagem traduzia a superioridade pacense em campo.

O Belenenses chegou para a segunda parte determinado e começou a atacar a baliza de Defendi, obrigando o Paços a recuar. Miguel Rosa atirou ao lado e os centrais pacenses tiraram algumas bolas com selo de golo. Deyverson ainda colocou a bola dentro da baliza, mas estava em fora de jogo e foi invalidado. Mas acabaria por ser o Paços a ampliar. Após um cruzamento da esquerda, o avançado rematou na área, para o 2-0.

Até ao final, o Paços fez um verdadeiro ataque à baliza de Matt Jones. Bruno Moreira ainda voltou a colocar a bola na baliza, mas estava em fora de jogo, e o golo foi invalidado. Cícero teve, por diversas vezes, o golo nos pés, mas conseguiu rematar por cima e ao lado, mas nunca para o sítio certo. Quase no final, Vasco Rocha ainda atirou à trave, mas o marcador não voltaria a mexer.

Lito Vidigal "Primeira oportunidade é nossa"

- " Lito Vidigal, treinador do Belenenses, garante que a possibilidade de a equipa terminar a jornada no segundo lugar não pesou na exibição
Razões para a derrota: "Quero dar os parabéns aos rapazes, porque trabalharam bem. Já foi um prémio para nós termos a possibilidade de terminar esta jornada no segundo lugar. Quanto ao jogo, foi difícil, repartido, frente a uma boa equipa, que ganhou bem. Resta-nos preparar o próximo".

Peso de poder ser segundo: "Isso não pesou. Julgo que trabalhámos bem e que, dentro das nossas limitações, fizemos um jogo interessante, revelando vontade de ganhar. A primeira oportunidade do jogo é nossa, por intermédio do Miguel Rosa, e depois disso surge o primeiro golo do Paços de Ferreira. No entanto, mantivemos o nosso caráter e a atitude".

«Fizemos um bom desafio dentro das nossas possibilidades» – Lito Vidigal

Lito Vidigal (foto ASF)

- " O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, após a derrota frente ao Paços de Ferreira (2-0), destacou o esforço demonstrado pelos seus pupilos para tentarem garantir um bom resultado.

«Quero dar os parabéns aos rapazes, porque trabalharam bem. Acho que já foi um prémio chegar esta jornada com a possibilidade de subir ao segundo lugar», afirmou Lito Vidigal, em declarações à Sport TV.

O técnico do Belenenses prosseguiu nos elogios aos seus jogadores.

«Foi um jogo difícil frente a uma boa equipa. Agora, temos de começar a preparar o próximo jogo. Fizemos um bom desafio dentro das nossas possibilidades. Aliás, a primeira oportunidade de golo foi nossa, por Miguel Rosa.»

Paços Ferreira vence Belenenses (2-0) no encerrramento da jornada


- " O Belenenses desperdiçou a oportunidade de se isolar no segundo lugar do campeonato, ao perder por 0-2 em Paços de Ferreira. A equipa da casa marcou por Urreta (19 minutos) e Bruno Moreira (63).


Veja aqui a ficha do jogo
2

Já abriu a sétima escola mas presidente ainda quer mais

 - " Contactos em Angola, EUA, Canadá e Moçambique
Foi inaugurada este fim-de semana a sétima escola fora do complexo desportivo do Restelo, designada Belenenses Lisboa Centro e situada no Campo do Operário. O presidente António Soares esteve na cerimónia e garantiu que o projeto ainda se vai expandir mais, uma vez que está "a ganhar uma dinâmica notável para quem partiu quase do zero e com um atraso considerável face a outros clubes".
 
"Temos previsto continuar a engrandecer a base da pirâmide do futebol formação e já temos bastantes parceiros interessados em abrir mais escolas futebol Belenenses, fora da grande Lisboa, o que nos permitirá alcançar a dimensão nacional que temos em adeptos e sócios", disse António Soares, acrescentando que há "contactos muito avançados em Angola, Estados Unidos, Canadá e Moçambique".

O presidente destacou que se trata de um "projeto desportivo enquadrado num outro mais alargado que envolve toda a formação de futebol".

António Soares reforçou que "tudo é pensado numa lógica de aumentar a capacidade competitiva das equipas, ter os melhores atletas e cada vez mais vitórias."

O presidente do clube do Restelo frisou que o "trabalho de fundo", já começa a dar frutos. "Conseguimos nos Sub-14 ganhar três campeonatos em Lisboa, vencer torneios nacionais e internacionais de prestígio e alcançar vitórias contra as outras equipas grandes nacionais e contra alguns colossos da formação internacional como o Liverpool, Valencia, Betis e Deportivo da Corunha. Este ano estamos já a mostrar mais qualidade e mais valor nos juniores, juvenis e iniciados. Contamos com grandes talentos que chegarão ao topo de certeza", referiu.

Empate em sete dos 12 jogos na Mata Real


- " Belém só venceu duas vezes em P. Ferreira
Estas são aquelas estatísticas que valem o que valem, mas será sempre notável em caso de triunfo de quem está menos habituado a ter semelhante desfecho. É o que acontece ao Belenenses, quando o “assunto Mata Real” está no centro da discussão. Falando apenas de jogos da 1.ª Liga, o Belém raramente vence, tendo obtido apenas duas vitórias em 12 encontros fora frente ao P. Ferreira. Mas quase que se pode dizer o mesmo dos locais.

Curiosamente, os azuis venceram em duas deslocações seguidas. Em 2006/2007, os do Restelo, então comandados por Jorge Jesus, triunfaram por 2-0, com golos de Cândido Costa e Dady. Na temporada imediatamente a seguir, 2-1 foi o resultado, com Zé Pedro, de grande penalidade, e Peçanha (autogolo) a darem ao Belém a vantagem, invalidando a vantagem dada por William.

A formação do norte também não tem um grande historial nas receções aos azuis. Na verdade, os castores levaram a melhor em... três ocasiões, apenas mais uma do que o Belenenses. Portanto, em jeito de comentário final, em doze encontros o empate registou-se 7 vezes.

domingo, Setembro 28, 2014

Nélson falha deslocação a Paços de Ferreira

 - " Rodrigo Dantas continua de fora
O defesa Nélson, lesionado, ficou este domingo fora da lista de convocados do Belenenses, que na segunda-feira defronta o Paços de Ferreira, no jogo que encerra a sexta jornada da Liga.

O lateral-direito lesionou-se nos primeiros minutos da partida da Taça da Liga, diante do Académico de Viseu, e ficou fora das opções de Lito Vidigal, que, por outro lado, já poderá contar com os centrais João Afonso e Gonçalo Brandão.

De fora mantém-se o médio Rodrigo Dantas, ainda a recuperar da lesão muscular na coxa direita.

Belenenses, oitavo classificado com 10 pontos, e Paços de Ferreira, 14.º com cinco, jogam na segunda-feira, a partir das 20:00, em Paços de Ferreira, numa partida que será dirigida pelo árbitro Jorge Sousa, do Porto.

Lista dos 19 convocados:

- Guarda-redes: Matt Jones e Ventura.

- Defesas: André Teixeira, Palmeira, João Meira, Gonçalo Brandão, João Afonso e Filipe Ferreira.

- Médios: Bruno China, Pelé, Tiago Silva, Miguel Rosa, Fredy, Fábio Nunes e Adilson.

- Avançados: Abel Camará, Fábio Sturgeon, Deyverson e Mailó.

sábado, Setembro 27, 2014

Nélson fora das contas para Paços de Ferreira


Nélson (foto ASF)

- " Nélson, lateral-direito do Belenenses, não treinou na sexta-feira às ordens do treinador Lito Vidigal, pelo que, escreve A BOLA, não deverá recuperar para a deslocação a Paços de Ferreira, segunda-feira.

Gonçalo e Dantas recuperáveis

Gonçalo Brandão pode ser opção.
 - " DUPLA CORRE PARA JOGAR COM P. FERREIRA
Gonçalo Brandão e Rodrigo Dantas ainda podem recuperar a tempo para a deslocação de 2.ª feira a Paços de Ferreira, no jogo que encerra a 6.ª jornada da 1.ª Liga. O defesa e o médio já treinam com o plantel, embora ainda condicionados, mas como ainda falta algum tempo para o duelo com os castores a sua utilização não está colocada de parte.

O defesa-central foi titular nas duas últimas jornadas, mas saiu lesionado no encontro com o Marítimo (aos 64’), abandonando mesmo o relvado de maca. No entanto, já está a trabalhar com o plantel há alguns dias e pode ser opção na Mata Real.

Já o médio Rodrigo Dantas foi titular nas três primeiras jornadas, e com bom rendimento – marcou na vitória sobre o Nacional, por 3-1 –, parecendo dono do lugar. Alesão afastou-o mas se estiver operacional deve ser opção

sexta-feira, Setembro 26, 2014

Nélson é reavaliado esta sexta-feira

- " O lateral-direito Nélson é reavaliado esta sexta-feira devido à lesão que contraiu durante o jogo com o Académico, anteontem em Viseu, a contar para a primeira mão da segunda fase da Taça da Liga, que os azuis do Restelo perderam por 1-3.

De acordo com A BOLA, esta tarde ficar-se-á a saber se Nélson estará em condições de ser convocado para a deslocação a Paços de Ferreira, na segunda-feira.

Patrick Morais de Carvalho envia cartas aos sócios

- " Campanha eleitoral em marcha para as eleições
Os candidatos à presidência do Belenenses começam a movimentar-se no sentido de conseguirem o objetivo de vencer as eleições, que estão agendadas para o dia 18 de outubro.

Patrick Morais de Carvalho, candidato da Lista A, é, para já, o mais ativo dos candidatos, tendo enviado ontem uma carta para cerca de 5 mil sócios, na qual explica as principais linhas programáticas do seu projeto à liderança do clube. A criação de um projeto desportivo, uma nova relação com os associados, bem como a aquisição de maior influência junto dos principais organismos e uma requalificação do complexo por forma a valorizar o património imobiliário, são os pontos fortes citados na missiva dirigida aos sócios.

Polémica

No que se refere à questão levantada pela Lista B – encabeçada por António Soares – relativamente à situação irregular de Pedro Pestana Bastos, candidato à liderança da AGna Lista A, este último fez questão de reagir, embora não responda diretamente à acusação de que não tem cinco anos consecutivos de filiação. “A decisão do presidente da AG foi tomada no âmbito da sua competência de garante do cumprimento integral dos estatutos. Como candidato, cabe-me contribuir para a união dos sócios, que vão decidir no final, cabendo a cada um dos candidatos aceitar com humildade a decisão soberana”, referiu, lembrando ser detentor do emblema de 25 anos de sócio. Contactado por Record, António Soares recusou fazer comentários ao teor da reação de Pedro Pestana Bastos.

Lesão muscular troca Paços a Nélson

Nélson magoou-se frente ao Ac. Viseu e tem de parar.
- " Lito Vidigal vai ser obrigado a alterar a defesa
Nélson será o grande ausente do Belenenses na deslocação a Paços de Ferreira. Olateral-direito sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda logo nos minutos iniciais da partida em Viseu e só deverá retomar os treinos de forma condicionada no decorrer da próxima semana.

Sem o contributo de Nélson, Lito Vidigal vai ser novamente obrigado a operar alterações no sector defensivo, prevendo-se que Palmeira regresse ao flanco direito, como sucedeu nas primeiras quatro jornadas. Só diante do Marítimo é que o defesa contratado ao Tondela jogou ao centro, formando dupla com Gonçalo Brandão que, por sinal, também não vai a Paços de Ferreira por se encontrar igualmente a recuperar de uma lesão de ordem muscular.

Em fase final de recuperação, mas ainda em dúvida, está Rodrigo Dantas. Omédio esteve ausente dos últimos três encontros oficiais, mas já trabalha no campo de forma condicionada. Ainda com três sessões de trabalho pela frente antes do jogo de Paços de Ferreira, tudo vai depender da resposta do brasileiro. Caso seja dado como clinicamente apto, Lito Vidigal poderá integrá-lo na convocatória, mas não é provável que seja opção para a equipa titular.

Dupla em risco

Entretanto, Miguel Rosa e Abel Camará já têm quatro amarelos na Liga pelo que não podem ver mais nenhum em Paços, isto caso queiram evitar o castigo frente ao V. Setúbal na ronda seguinte.

quinta-feira, Setembro 25, 2014

Patrick Morais de Carvalho preocupado com «clima de guerrillha» entre clube e SAD

Patrick Morais de Carvalho (foto D.R.)

- " Patrick Morais de Carvalho, candidato à presidência do Belenenses, diz ter entrado na corrida ao ato eleitoral marcado para o próximo dia 18 de outubro «por imperativo de consciência» e com o «objetivo de unir clube e SAD», numa altura em que se assiste «a um clima de guerrilha institucional permanente».

Em carta aberta dirigida aos sócios, Patrick Morais de Carvalho esclarece que não pretende «entrar em campanhas negras e que podem expor negativamente» o clube, porém, mostra-se apreensivo com o «momento especialmente delicado» que se vive no Restelo, «com um clima de guerrilha institucional permanente, não só entre os Órgãos Sociais do clube mas também, e sobretudo, entre o clube e a atual administração da SAD, que lidera o futebol profissional».

«A continuação deste cenário conduzirá inevitavelmente o Belenenses para um caminho perigoso que, no limite, pode conduzir ao fim do nosso clube como sempre o conhecemos», alerta.

Patrick Morais de Carvalho salienta ter-se rodeado «de pessoas competentes, com conhecimento da identidade do clube», para, em conjunto, concretizar os objetivos traçados para a recuperação do Belenenses, entre os quais se destacam:

- criar um projeto desportivo, com atletas e técnicos de grande qualidade;

- criar uma nova relação com os sócios, apostando fortemente numa boa política de comunicação e marketing e na recuperação dos sócios que se afastaram

- unir clube e SAD, com igualdade de direitos entre as partes, em torno de uma ideia vencedora;

- ganhar visibilidade e importância institucional junto dos principais organismos que gerem o desporto nacional;

- criar uma mentalidade vencedora que seja transversal a todo o clube;

- requalificar e valorizar o património imobiliário com total transparência e abertura perante os sócios

Carlos Martins com contrato até final da época

 - " Médio desvinculado do Benfica
Está concluído o acordo entre o Belenenses e Carlos Martins. O médio já tinha acordo para se transferir para o Restelo antes do fecho do mercado, mas a rescisão com o Benfica não foi selada a tempo. Agora o jogador está desvinculado dos encarnados e vai formalizar o vínculo até final da temporada ainda esta semana, apesar de só poder atuar a partir de janeiro.

Segundo Rodolfo Frutuoso, o representante de Carlos Martins, “só falta mesmo assinar o contrato”, revela, adiantando: “Havia vários clubes interessados, mas o jogador escolheu o Belenenses e começa a treinar na próxima semana”, revela.

A contratação agora concretizada satisfaz um desejo que Lito Vidigal vinha a manifestar junto da SAD desde o início da presente temporada.

quarta-feira, Setembro 24, 2014

Ac. Viseu-Belenenses, 3-1: Turma do Restelo surpreendida

 - " Equipa da 2.ª liga leva a melhor
O Académico de Viseu, da Segunda Liga, venceu esta quarta-feira o primodivisionário Belenenses por 3-1, em jogo da primeira mão da segunda fase da Taça de Liga.

Os viseenses levaram muito a sério este jogo e apresentaram um "onze" com o estreante Ricardo Ribeiro, na baliza do Académico, enquanto Lito Vidigal preferiu deixar alguns dos habituais titulares no banco.

A formação anfitriã começou melhor e foi sempre mais perigosa na primeira parte, embora o Belenenses também tivesse tido algumas oportunidades para marcar.

O primeiro golo ocorreu aos 37 minutos, numa grande penalidade que castigou uma falta de Daniel Martins sobre Tiago Borges. Luisinho, chamado à conversão, fez o 1-0. O Académico de Viseu aumentou a vantagem aos 56 minutos, quando João Coimbra, de cabeça ao segundo poste, marcou o seu primeiro golo com a camisola dos viseenses.

O Belenenses sentiu o perigo de ter de recuperar uma derrota por 2-0 na segunda mão e procurou o golo, que surgiu por intermédio de Fredy, aos 63 minutos, na conversão de uma grande penalidade, que castigou um corte com a mão de Pedro Santos.

Os comandados de Alex Costa não acusaram o golo e continuaram a ser a melhor equipa no relvado, voltando a marcar, por Tiago Almeida, aos 65 minutos, a finalizar frente a Ventura, depois de uma grande jogada de Tiago Borges na direita.

O Académico de Viseu parte em vantagem para a visita ao Belenenses, marcada para 29 de outubro.

Jogo do Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu.

Académico de Viseu - Belenenses, 3-1.
Ao intervalo: 1-0.
Marcadores: 1-0 - Luisinho, 37 minutos (gp). 2-0 - João Coimbra, 56. 2-1 - Fredy, 63 (gp). 3-1 - Tiago Almeida, 65.

Equipas:

Académico de Viseu: Ricardo Ribeiro, Tiago Costa (Tomé, 69), Pedro Santos, Eridson, Dalbert, João Coimbra, Alex Porto, Alphonse, Tiago Almeida (Ricardo Ferreira, 73), Luisinho e Tiago Borges (Paulo Roberto, 82). (Suplentes: Nuno Oliveira, Vinicius, João Ricardo, Renan, Ricardo Ferreira, Tomé, Paulo Roberto).
Treinador: Alex Costa.

Belenenses: Hugo Ventura, Nelson (André Teixeira, 9), Palmeira, João Meira, Daniel Martins, Pelé, Bruno China, Fredy, Tiago Silva (Fábio Sturgeon, 57), Abel Camará e Mailo (Deyverson, 57). (Suplentes: Filipe Mendes, André Teixeira, Miguel Rosa, Adilson, Fábio Sturgeon, Deyverson, Fábio Nunes).
Treinador: Lito Vidigal.

Árbitro: Artur Soares Dias (Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Daniel Martins (16), Tiago Silva (33), Pedro Santos (62), Tiago Almeida (65)

Assistência: Cerca de 600 espectadores

Taça da Liga: Belenenses e Paços de Ferreira surpreendidos


Lito Vidigal, treinador do Belenenses (foto ASF)
- " A primeira mão da segunda fase da Taça da Liga ficou marcada pelas derrotas de Belenenses e Paços de Ferreira frente a Académico de Viseu e União da Madeira, respetivamente.

Em Viseu, o Académico venceu (3-1) com golos de Luisinho (38), João Coimbra (56) e Tiago Almeida (65). A equipa de Belém reduziu a desvantagem ao minuto 63 por intermédio do avançado Fredy.

Já na Madeira, o União venceu (4-2) com golos de Mendy (3 e 90+4), Pedroso (auto-golo, 17) e Calé (35). Barnes (16 e 56) fez os dois golos da equipa dos castores.

Confira os resultados até ao momento:

24 setembro, quarta-feira:

Oriental (II) - Boavista (I), 0-0

Sporting Covilhã (II) - Penafiel (I), 3-1

União Madeira (II) - Paços de Ferreira (I), 4-2

Atlético (II) - Gil Vicente (I), 0-2

Académico Viseu (II) - Belenenses (I), 3-1

Tondela (II) - Arouca (I), 1-1

Trofense (II) - Moreirense (I), 18:00

Desportivo Chaves (II) - Rio Ave (I), 18:30

Nota: Os jogos da segunda mão estão agendados para 29 de outubro.

Carlos Martins assinou

Carlos Martins (foto ASF)

- " Carlos Martins é reforço do Belenenses e assinou até final da temporada, refere a edição de A BOLA, mas só pode jogar a partir de janeiro.

O médio aceitou o teto salarial imposto pelo clube.